Ghosts of Cité Soleil

Documentário é a arte de montar da melhor maneira uma história que já existe.

Por isso além de técnica, olho e percepção, o documentarista tem que ter um pouco de sorte. Aquela que permite estar na hora certa e no lugar certo. É ela que faz toda a diferença em  “Ghosts of Cité Soleil”


*um dos únicos trailers que achei na rede, não faz jus aos pés do que é o filme.

Ghosts of Cité Soleil conta a história de dois irmãos, 2Pac e Billy. Eles são Chimeres, espécie de guarda armada e poder paralelo dentro da maior favela da capital do Haiti, Cité Soleil. Esse poder é financiado pelo ditador local, Aristide, que por não controlar o que acontece na cidade do sol fornece armas para a molecada que age como seu exército. Ou não, já que na hora que a situação aperta…

Billy  diz querer ser presidente do Haiti (sem abrir mão da força bruta que é a lei local), 2Pac reproduz os hábitos e gestos que o gangsta rap americano exportou para os quatro cantos do globo. Cada um domina uma parte da favela, divida em “zonas”. São irmãos, se respeitam, mas são diferentes e disputam poder.

O filme acompanha também a transição política do Haiti – ao fortalecer esse poder paralelo, Aristide planta a semente que vai derrubá-lo.

Com data de estréia nos EUA para 20 de julho e sabe lá quando no Brasil, “Ghosts of Cité Soleil” tem participação do ex-Fugees Wyclef Jean (ele refugiado haitiano).

A fotografia é excelente e claramente influenciada por “Cidade de Deus”, na minha opinião. A edição é ágil, mistura imagens de arquivo com as captadas pelos dinamarqueses no local.

A sorte citada no começo do post é tripla: eles filmam tudo de dentro, em situações limite, prova que conseguiram a confiança de gente muito acostumada a desconfiar e matar por bem pouco, como se vê no próprio filme. Eles tiveram a sorte de estar naquele local em meio há mudança de sistema político – uma cena antológica é a gangue de 2Pac indo até o palácio do ditador Aristide e na seqüência o ditador dando explicação à mídia internacional de que “não tinha ligação alguma com os Chimeres”. E tiveram muita sorte porque um personagem inesperado cruza a história dos irmãos, uma médica francesa que está no local e se envolve com a dupla.

Porto Príncipe, a capital do Haiti, está a somente duas horas de Miami. A capital da primeira república negra da história é hoje cheia de bairros populosos e empobrecidos que abrigam uma massa de desempregados ou subempregados que lutam para sobreviver. Enquanto o Haiti se mantém na linha de pobreza, sua elite se mantém débil, aceitando o que lhes for imposto. Ghosts of Cité Soleil é um filme de uma força impressionante não só por mostrar de maneira privilegiada o desenvolvimento da história como para fazer pensar sobre o Haiti e a situação de miséria que boa parte do mundo passa.

Já cantaram que o Haiti é aqui, que o Haiti não é aqui. Assista e tire suas próprias conclusões.

About these ads

4 Respostas

  1. mmm, que vontade de assistir! e que saudades de vc, almoço marcado amanhã btw. tenho novidade ;))

  2. nossa, fiquei com muita vontade de ver! tu viu onde? =*

  3. Olá, Renata!!!
    Vi que será uma das juradas do Nokia Xpress Music!
    Se puder dê uma ouvidinha na minha banda… a gente tá mandando um rock com influência 70 e 80.

    ABraços!

  4. Eu cheguei aqui pesquisando o assunto. Assisti o filme no festival do ano passado, aqui no Rio e lembrei dele agora porque estava lendo sobre o assunto (Haiti) no encarte do Clacso que foi publicado (e traduzido para o português) no Le Monde Diplomatique Brasil, edição de julho/2008. O texto original vc encontra aqui:

    http://bibliotecavirtual.clacso.org.ar/ar/libros/osal/osal23/04S1Castor.pdf

    Abraços. Parabéns pelo blog.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: