para onde aponta o dedo?

Estamos criando um bando de dedo-duros. Gente que está mais preocupado em faturar e se dar bem em cima das atitudes dos outros do que em questionar o valor disso.

O escândalo em torno da foto do Michael Phelps:  Quem tirou a foto está ao lado do atleta. Não há fotógrafo de tocaia. O nome de quem a vendeu é mantido em sigilo, o que me faz deduzir que foi alguém que estava na festa – um amigo-do-amigo talvez? –  que viu ali a oportunidade de faturar muito.

Nos tempos atuais se deixar fotografar em qualquer situação tornou-se uma ameaça. Mesmo entre amigos. 14 medalhas olimpicas depois, o cara ainda perde patrocinadores e tem de ir a público se desculpar por algo que quase todo adolescente já fez.  Radley Balko escreveu uma carta com o que Michael Phelps deveria ter realmente dito. Começava assim “Dear America, I take it back. I don’t apologize. Because you know what? It’s none of your goddamned business….”

A barreira do público/privado ainda existe?  É mais uma das revoluções que presenciamos? Se a informação é a moeda da vez, o dolar do século XXI, você topa tudo por dinheiro? Vai fazer como taxista no Rio de Janeiro que ganha agrado para avisar quem aparece na porta de casa no Leblon? Vai aproveitar do seu celular de último tipo para gravar cenas daquela mulher na boate de divertindo e vender na rede? Vai aproveitar qualquer oportunidade de faturar vigiando a vida alheia? Pense nisso.


Discurso final de Al Pacino em “Perfume de Mulher”. O texto está aqui.

2 Respostas

  1. Vamos por partes:

    1) Privacidade is no more. Sério, acabou. We’ll have to learn how to deal with that;

    2) A minha fórmula é a seguinte: não faça NADA escondido e ainda por cima admita absolutamente TUDO que você faz.

    3) Só pra constar, sou eu, o Cardoso [o verdadeiro]. Não lembro porque minha identidade no WordPress.com é KINKYSTUFF, mas enfim: é.

    beijo

  2. Cara, e pior que a Kellogs tratou o Phelps como moleque de 6 anos que bebeu cerveja escondido e foi pego saca, disse que quando ele se retratasse e mostrasse denovo ser um campeão, eles voltariam com o patrocínio…pedante pra cacete.
    Eu acho que falta culhões também, mas não culhões Luana Piovanni ou Dado Dolabella, mas culhões mais inteligentes pra encarar tudo isso de privacidade com pessoas famosas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: